.

O Outro Lado da Sociedade A

Sociedade B e Sociedade A

Olá pessoal!!

Se vocês estão pensando que eu enlouqueci de vez por causa desse título, calma, deixa eu explicar! A Sociedade A seria a definição da nossa sociedade como a conhecemos e tratamos: horário comercial das 08h às 18h, shoppings e centros comerciais ficando abertos até no máximo 22h, baladas depois desse horário e até às 06h… Enfim, a vida como admitimos que seja, afinal “Deus ajuda quem cedo madruga” então vamos todos acordar com os galos.

Mas, em 2006, na Dinamarca, levantou-se uma questão muito pertinente que se baseia em pesquisas científicas que demonstram que cada um tem seu próprio ritmo biológico geneticamente determinado. O chamado B-Samfundet, ou Sociedade B, tem seu manifesto fincado em ideias como “por que temos que trabalhar todos no mesmo horário, já que isso ocasiona engarrafamentos?” ou “por que tudo tem que funcionar nos mesmos  horários, já que esse hábito causa problemas imensuráveis na infra-estrutura da sociedade?”.

As pesquisas mostram que uma “pessoa B” possui um ritmo interno de 25 a 27 horas e uma “pessoa A” tem um ciclo de 23 horas. Na prática isso quer dizer que as “pessoas B” são bem mais produtivas no final do dia e têm dificuldades de acordar, se concentrar ou render de manhã cedo, que é o período que as “pessoas A” são mais ativas.

Alguns países como a Finlândia, Dinamarca, Noruega, Suécia, entre outros, são adeptos a este movimento que visa uma sociedade de horários mais flexíveis, oferecendo melhor qualidade de vida e maior equilíbrio entre trabalho e lazer. Ou seja, escolas noturnas, shoppings que abrem de madrugada e fecham antes do almoço, empresas que fornecem diferentes turnos de trabalho… Tudo é voltado para agregar as pessoas A e B! No Brasil o assunto começou a ser tratado em 2012.

Acredito que sou mais da Sociedade B porque desde sempre sou mais produtiva e criativa quando a lua começa a aparecer! Provavelmente faço parte dos 25% da população… Apesar de existirem os defensores e os contrários a este manifesto, eu ia adorar saber que existe movimento 24h para qualquer eventualidade que possa ocorrer! Claro que já existem padarias e supermercados que ficam abertos o dia todo em algumas cidades do Brasil, mas seria sensacional se houvesse shoppings, escolas, restaurantes e tudo o mais em todas as cidades! Tenho certeza que várias corujinhas como eu iriam amar!

E vocês, acham que pertencem à Sociedade B ou vocês são do tipo que prefere acordar bem cedo pra ter a sensação de render o dia? Comentem aqui comigo!
Até a próxima! *Hoot-hoot*

Categoria:Reflexão
Compartilhe com os amigos:
| por Luciene Sans (Corujinha Lulu) às 05:48 do dia 19 de agosto de 2014 |

Posts Relacionados

Comente Aqui

O seu endereço de email não será publicado | Campos obrigatórios estão marcados com *

Se você tem um blog, clique para compartilhar um post.

Para usar avatar (imagem/foto junto com seu comentário), cadastre seu email em Gravatar.com

Ou pelo Facebook:

comentários