.

Filme: Snoopy & Charlie Brown: Peanuts, o Filme (2015 / 2016) – Resenha de Cinema

snoopy e charlie brown peanuts o filme minduim 2015 resenha critica analise filme cinema charles schulz fox film blue sky studios movie

Oiê pessoal! Assistimos à estreia de Snoopy & Charlie Brown: Peanuts, o Filme (The Peanuts Movie) e vim aqui compartilhar com vocês o que achei do filme! Se você ainda não assistiu, pode ler sem medo! Não vou estragar a surpresa! Aqui não tem spoilers.
 

Ficha Técnica | Snoopy & Charlie Brown: Peanuts, o Filme

snoopy charlie brown peanuts filme movie poster brasil brazil br fox film blue sky studios

Sinopse: A vida de Charlie Brown e sua turma Peanuts fica mais movimentada com a chegada de uma garota de cabelo vermelho na cidade. Charlie logo se encanta pela ruivinha e tenta lutar contra sua timidez e insegurança para se aproximar dela. Ao mesmo tempo, Snoopy encontra uma máquina de escrever e imagina uma história de romance e aventura ao lado de Fifi e e do seu inimigo Barão Vermelho.

Dirigido por: Steve Martino

Gênero: Animação, Aventura, Comédia (88 min – 2D e 3D)
Classificação Indicativa: 3 anos
Lançamento: 14 de janeiro de 2016  | 06 de novembro de 2015 


Blue Sky Studios / distribuição: Fox Film
 

 

Resenha | Opinião

Essa animação me deixou completamente nostálgica dos tempos que via Peanutsvulgo “Turma do Minduim“, para os mais íntimos – na TV e nas tirinhas. Em 2015, os personagens, que têm uma forma simples e fantasticamente cativante, criados por Charles M. Schulz ressurgiram em 3D nas telonas dos cinemas norte-americanos para comemorar o aniversário de 65 anos da aparição de Peanuts nas tirinhas de jornal.

Já viu a nossa Coleção Completa ” Snoopy & Charlie Brown: Peanuts, o Filme “ do Mc Donald’s? Aqui no blog tem post e vídeo mostrando os brindes inspirados nos personagens do filme que acompanham o Mc Lanche Feliz! Voa conferir o Charlie Brown, Snoopy, Fifi, Patty Pimentinha, Sally, Lucy, Linus, Schroeder e Woodstock!

Quem acompanha o blog já sabe que sou completamente fascinada por analisar aspectos que nem sempre são notados pela crítica em geral. E esse filme fez meus pensamentos borbulharem! 

Charlie Brown e Snoopy, seu fiel cachorro da raça beagle, passam por duas histórias paralelas e complementares, ao mesmo tempo, que nos oferecem muita diversão e muita reflexão.

Charlie, como dá pra perceber pelo trailer e pela sinopse, é um garoto um tanto quanto azarado. Quem é que nunca se sentiu numa época de má sorte? Pois é assim que Charlie se sente no dia, no mês, no ano e na vida! – não é exagero afirmar isso porque é normal sentirmos que a fase ruim não vai passar tão cedo… Não é verdade?

O fato curioso é que logo de cara nos identificamos com a situação que o personagem vive – e nos divertimos muito também! – mas é ainda mais curioso o modo como a história prossegue. Na verdade a grande reflexão que esse filme me proporcionou gira em torno de nós mesmos, o que somos, o que achamos que somos e  o que os outros acham que somos.

Muito se fala da primeira impressão que causamos nas pessoas, mas pouco se pensa sobre a impressão duradoura  que nós temos de nós mesmos. Essa impressão é perigosa! Pode nos contar verdades, mentiras, manter nossos vícios ou fazer com que nos desapeguemos de alguns hábitos. Pode nos colocar pra cima, mas também pode nos afundar… Depende exclusivamente de nós.

O interessante disso tudo é que tanto a nossa opinião sobre nós mesmos como a impressão que os outros têm de nós nada mais são do que pontos de vista. Porém, o foco é entender que o seu ponto de vista pode não ter a mesma perspectiva que o outro tem de você. Por isso um fato que pode ser vergonhoso para um, acaba sendo heroico para o outro. O filme trabalha muito esse aspecto ao longo da trama como um todo! E faz isso de um jeito tão sutil, tão envolvente e tão divertido que me cativou imensamente! 

Um exemplo: você e seus amigos estão brincando de bola na escola. Você chuta a bola e quebra um vaso. A diretora se aproxima e automaticamente culpa seu amigo mais levado pelo ocorrido. Você se sente mal e pensa se deve ou não dizer a verdade. Muitas coisas passam em sua cabeça nessa hora: medo, aflição, remorso, insegurança, honestidade, amizade… Aí você decide contar tudo para a diretora e assumir a culpa. Os outros amigos do grupo passam semanas te zoando e dizendo que você é muito bobo por ter se dedado. Você acaba chegando à conclusão de que todo mundo te acha um bobão. Mas, a verdade, é que o amigo que ia levar a culpa por você te acha um verdadeiro herói e a diretora te acha honesto e confiável! E muito provavelmente os amigos que te zoaram te acham muito corajoso por ter tomado essa atitude. É tudo uma questão de ponto de vista.

E esse ponto de vista pode nos influenciar, e muito! Às vezes nos deixamos levar pela ideia de que causamos uma má impressão em alguém e passamos a agir de um modo diferente do que agiríamos normalmente só pra tentar “consertar as coisas”. Na verdade deveríamos estar focando nas coisas positivas que fazemos e em progredir nossas qualidades para minimizarmos os nossos defeitos! Como diz o mote do filme: sonhe grande!

Snoopy & Charlie Brown: Peanuts, o Filme traz de forma simples e poderosa esse conceito de que devemos seguir nosso coração e sempre sermos nós mesmos porque, ainda que a sua estrela não esteja brilhando no momento – como bem mostra o trailer – você, com persistência, amizade, honestidade e carinho, pode chegar mais longe do que imagina! Afinal, a honestidade, com você mesmo e com os outros, é capaz de mostrar seus erros e acertos para que você se transforme em alguém melhor a cada dia que passa.

A sensação que senti durante e após a trama foi realmente muito boa! Rever toda a turminha de Peanuts, dar muita risada e ainda sair do cinema com essa “moral da história” realmente vale muito a pena! Eu, com certeza, recomendo esse filme para todas as idades!

Curte Snoopy e sua turma? Que tal aprender a fazer uma capinha de silicone para celular e tablet do Snoopy e da sua namoradinha Fifi? Voa conferir o nosso vídeo tutorial pra aprender o passo a passo e fazer na sua casa também!

E vocês? Já assistiram o filme? O que acharam? Perceberam alguma coisa legal pra comentar por aqui? Se você também é fã do Snoopy, Charlie Brown e toda a turma do Peanuts, fique de olho no blog, no nosso canal e nas nossas redes sociais (@corujinhalulu no Instagram e no Twitter Corujinha Lulu no FacebookG+ e Pinterest) porque algumas novidades estão por vir! Ah! E se você também quiser ser snoopyzado / peanutizado que nem eu fui, acesse o site oficial do filme! – que é muito legal, diga-se de passagem!
Até a próxima! *Hoot-hoot*

Categoria:Resenhas
Compartilhe com os amigos:
| por Luciene Sans (Corujinha Lulu) às 08:15 do dia 15 de janeiro de 2016 |

Posts Relacionados

Comente Aqui

O seu endereço de email não será publicado | Campos obrigatórios estão marcados com *

Se você tem um blog, clique para compartilhar um post.

Para usar avatar (imagem/foto junto com seu comentário), cadastre seu email em Gravatar.com

Ou pelo Facebook:

comentários

2 comentários sobre “Filme: Snoopy & Charlie Brown: Peanuts, o Filme (2015 / 2016) – Resenha de Cinema

  • 19 de janeiro de 2016 em 11:46
    Permalink

    Adorei o filme!!

    tenho 34 anos, e vivi uma viagem de volta ao tempo!! pena que a adolescentaiada de hj, que não viveu a época do snoopy, e, se acostumou com outro tipo de animação, humor e ritmo, possivelmente vá achar sem graça!
    além da lição de moral, vivi aquela sensação de ser criança outra vez, e, por sua vez, estar protegido dentro de minha casa, longe das cobranças e responsabilidades da vida. Hoje, dia seguinte ao filme, não paro de assistir o vídeo de Better When I´m Dancing, e lembrando do filme!

    Responder
    • 21 de janeiro de 2016 em 05:53
      Permalink

      Oii Ricardo!! Puxa… Seu comentário me deixou muito feliz! É bom saber que existem pessoas que tem essa sensibilidade que você tem! Depois que escrevi minha resenha, fui dar uma olhada nas resenhas por aí e fiquei bem chateada com algumas… Parece que as pessoas não conseguem ver a essência das coisas! O mundo está muito focado no imediatismo e na exacerbação de efeitos “poderosos” ao invés de observarem os efeitos “simples”, mas que agregam à nossa vida!
      Essa sensação de segurança, de ser criança de novo e toda a alegria que o filme passou não seriam conseguidos apenas com efeitos estonteantes se não fosse a essência do filme!
      Vou confessar uma coisa: também não paro e assistir o vídeo de Better When I’m Dancing! :-)
      Muito obrigada por compartilhar comigo sua opinião e por participar aqui no blog! Espero te ver mais vezes por aqui! Abraços!
      Luciene Sans (Corujinha Lulu) postou recentemente: Coleção completa Snoopy & Charlie Brown – Peanuts, O Filme | Mc Lanche FelizMy Profile

      Responder