.
Os Mercenários 3 (The Expendables 3)

Olá pessoal!

Assisti “Os Mercenários 3” (The Expendables 3) e vim aqui no blog deixar minha opinião! Muita ação, adrenalina e… Risadas também! Mas quem ainda não viu, não se preocupe! Não vou estragar a surpresa! Pode continuar lendo o post!

Ficha Técnica:



Sinopse: Barney (Sylvester Stallone) e os mercenários sobreviventes das missões anteriores resgatam Doc (Wesley Snipes), um dos integrantes originais do grupo, que estava preso há oito anos. Após o resgate, eles partem para cumprir mais uma missão e se deparam com um inesperado reencontro com Conrad Stonebanks (Mel Gibson), que Barney acreditava ter matado. Os dois eram antigos colegas que se tornaram inimigos e agora acabam por se enfrentar em um grande duelo no qual as duas equipes de mercenários (a antiga e a nova) são envolvidas.

Dirigido por: Patrick Hughes

Gênero: Ação, Aventura (126 min – 2D)


Classificação Indicativa: 14 anos
Lançamento: 21 de agosto de 2014  | 04 de agostos de 2014 

Nu Image / Millennium Film | distribuição: California Filmes

Resenha | Opinião

Primeiro de tudo: sim! Dá para assistir esse filme sem ter visto – ou sem se lembrar – dos dois filmes anteriores. Claro que não será tão proveitoso, mas não comprometerá a compreensão dessa sequência já que o roteiro relembra certas explicações para que a história seja fluida.

Eu achei sensacional a união de tantos atores de renome num único filme! Principalmente atores que atuam em outros gêneros de filme como é o caso do Antonio Banderas e de Terry Crews – quem é que não lembra dele cantando a música “A Thousand Miles” no filme “As Branquelas”?! Fica até difícil ver ele atuando de um jeito sério depois disso!


Por falar em Antonio Banderas, o personagem dele é uma coisa a parte! Foi uma grande sacada colocar ele no filme pra dar um tchan a mais! Além de ação, que é de se esperar, também dá pra dar algumas risadas!

Quanto ao recrutamento da nova equipe de mercenários, também achei bem interessante. Mais um filme que lida com a “briga” entre gerações – pra quem não leu, veja o post dos “Aviões 2: Heróis do Fogo ao Resgate” pra ter um outro exemplo dessa temática – São realçadas as diferenças, principalmente, no quesito interação com tecnologia.

No final, ver tantos atores de renome e com ótimo grau de interpretação ao mesmo tempo sempre é uma ótima oportunidade! Sem contar a adrenalina que a trama proporciona. Com certeza muita gente saiu do cinema com vontade de ter uma tatuagem de Mercenário no braço!

Vocês já assistiram? Gostaram? O que acharam do roteiro escrito por Sylvester Stallone? Se empolgaram tanto que tiveram vontade de ter uma tatuagem daquelas ou não chegaram a esse ponto? Contem pra mim!
Até a próxima! *Hoot-hoot*

Categoria:Resenhas
Compartilhe com os amigos:
| por Luciene Sans (Corujinha Lulu) às 07:43 do dia 28 de agosto de 2014 |

Posts Relacionados

.

Samoieda Misty ainda bebezinha | ©CorujinhaLulu.comOlá pessoal!

Pra continuar o post sobe “Origem e Difusão do Samoieda”, vim trazer mais informações sobre a raça da minha Mistyque está fofíssima na foto ao lado – que pertencia ao antigo blog! Espero que gostem:

Excelente cão de companhia, fiel e leal ao seu dono somado a um dos adjetivos mais utilizados pelos criadores para o definir: “aristocrático”. Isso se deve ao comportamento e à aparência dos Samoiedas! Afinal, eles se comportam de modo romântico e, ao mesmo tempo, glamouroso e charmoso, com meigos olhos amendoados e, principalmente, com seu sorriso tão característico à raça. Não é a toa que ele é conhecido por ser “o cão que sorri“. 

Características

Mas além de seu aspecto risonho, ocasionado por seus lábios levemente curvados para cima, os Samoiedas apresentam ainda mais aspectos: são dóceis, alegres, amistosos, enérgicos e protetores.  São felizes como cão de trabalho, em plena ação no clima polar, ou como membro da família deitados na sala de um país com clima tropical. Graças ao seu temperamento calmo e amável, é excelente para ser usado em cinoterapia (terapia com cães – muito utilizada como terapia para crianças com problemas psicológicos, de relacionamento social ou com distúrbios de aprendizagem).

Sua pelagem impressiona pela beleza e presença. Podendo ser branca, creme ou “biscoito”, contrasta significamente com o o nariz, lábios e contorno dos olhos muito escuros. As orelhas são eretas com extremidade arredondada. Já a cauda repousa curvada sobre o dorso e o modo elegante e galanteador como o Samoieda se movimenta chama  a atenção de qualquer um!

Os machos e as fêmeas não possuem diferenças de temperamento e de comportamento, apenas físicas: o macho possui juba mais espessa e costuma ser maior.

Algumas dessas características citadas podem ser explicadas pela localização que a raça surgiu. Como explicado no post sobre “Origem e Difusão do Samoieda”, os Samoiedas são provenientes da Sibéria, região muito fria, e isso influenciou uma série de fatores como:

* Pelagem: dupla, composta pelo sub-pelo lanoso, denso e macio e pelo pêlo externo longo, mais áspero, responsável por repelir terra, gelo e água, fazendo com que a neve não penetre em sua pele, evitando lesões e qualquer tipo de dano. O Samoieda é a única raça do mundo que não possui cheiro de cão, pois sua pelagem é isenta de glândulas subcutâneas, que responsáveis por exalar o odor característico. A pelagem é composta por uma oleosidade impermeabilizante que impede a fixação da sujeira e, por isso, deve-se evitar banhos excessivos, até em clima quente, para que o pêlo não perca essa oleosidade nem venha a ser atacado por fungos e problemas de pele. Para manter a saúde de sua pelagem, devem ser realizadas escovações periódicas. Não há porquê se preocupar com a adaptabilidade do seu pêlo no clima tropical! Na verdade a pelagem funciona como um isolante térmico, mantendo a temperatura ideal para o cão, além de proteger sua pele, e nunca irá prejudicar sua saúde. Por isso não se deve tosá-lo.

* Olhos: profundos, protegido pelas pálpebras pretas e de forma amendoada fazem com que o efeito do brilho da neve seja reduzido, facilitando seus afazeres de caça, pastoreio e trenó durante os longos períodos de frio intenso na Sibéria;

* Pés: como se fossem raquetes de neve, têm os dedos estendido para fora com uma quantidade muito densa de pêlo entre as almofadas dos dedos. Essa característica ajuda a prevenir o acúmulo de gelo na região, evitando uma possível dificuldade de locomoção em regiões gélidas, já que este pêlo colabora para que o cão tenha a tração necessária em superfícies escorregadias. Esta é a única região que possui algum odor, servindo, na verdade, para ajudar a trilhar e demarcar o caminho percorrido.

* Cauda: curvada, mantendo o quadril aquecido, também serve para cobrir o focinho durante as nevascas e o tempo muito frio, o que faz com que adquira uma função de um pré-filtro, aquecendo e umidificando o ar durante o movimento inspiratório.

* Ossatura: sua caixa torácica é larga, demonstrando a grande capacidade pulmonar da raça; seu peito em forma de “V” indica o suporte necessário para sua forte musculatura; seu esqueleto, muito mais pesado do que o habitual para um cão do mesmo porte, dá possibilidade para que ele tenha força para locomover cargas pesadas, sendo ágil e rápido, ao mesmo tempo.

Comportamento

Quanto ao comportamento e ao temperamento do Samoieda, a docilidade é uma característica fundamental, tanto que os cães dessa raça que demonstram agressividade são desqualificados nas exposições, seguindo o padrão da CBKC (Confederação Brasileira de Cinofilia). Além disso, é um cão muito apegado ao dono e reclamam por carinho e atenção. Gostam, assim como em sua origem, de participar ativamente da vida familiar e prefere sempre acompanhar a atividade do seu dono.

Não é destruidor, mas seu instinto caçador e aventureiro pode ocasionar latidos constantes, perseguições a gatos e “escavações” pelo quintal, principalmente quando é negligenciado. Se for acostumado desde filhote com outros animais (inclusive pássaros e gatos), aprende a aceitá-los como parte da família. Em relação a outros cães, os Samoiedas convivem bem, já que são originalmente cães de matilha, mas tendem a disputar a liderança com cão do mesmo sexo que tenha temperamento forte. Já com crianças sua adaptação é perfeita, sendo considerado um cão de excelente companhia na infância e também para idosos.

O Samoieda alerta seu dono a qualquer sinal de ruídos, animais, pessoas e acontecimentos estranhos. No entanto, como seu latido é bastante peculiar, assemelhando-se aos uivos de outros cães nórdicos, isso pode se tornar um problema se não for controlado desde a infância. Apesar de alertar com seu latido, muitos criadores afirmam que o Samoieda é bastante sociável e costuma ser carinhoso com pessoas estranhas que são apresentadas pelo dono, o que pode dificultar sua eficácia como cão de guarda.

Outro ponto que deve ser atentado é seu instinto de explorador, que pode levá-lo a se distanciar com facilidade. Por isso são recomendados passeios apenas com guia, além de muros altos e portões fechados a fim de evitar uma “fuga” indesejada.

Os Samoiedas são indicados como cachorros para apartamento, desde que faça exercícios (passeios) regularmente! Isso porquê o Samoieda se adapta facilmente. Apesar de ser definido como um cão de média atividade, é cheio de energia, o que significa que não se cansa facilmente. É extremamente curioso e gosta muito de brincar.

Por ser um cão muito inteligente, aprende com facilidade, mas precisa estar interessado para ser ensinado senão desviará a atenção, como geralmente acontece com outros cães. Segundo Stanley Coren, autor do livro “A Inteligência dos Cães” (que se baseia na inteligência de obediência e trabalho, e não na inteligência instintiva dos cães), o Samoieda é um cão acima da média e apresenta resultados mais que satisfatórios.

O que acharam dessa raça agora que a conhecem um pouco melhor? Gostariam de ter um Samoieda pra vocês? Eu sou suspeita pra falar, mas digo que é uma “cãopanhia” perfeita! ♥ Deixem seus comentários aqui pra mim!
Até a próxima! *Hoot-hoot*

Categoria:Pets
Compartilhe com os amigos:

Posts Relacionados

.
"Fable Anniversary" - Xbox 360

Olá pessoal!

Nesses últimos dias andei jogando “Fable Anniversary” e fiquei com muita vontade de fazer um gameplay pra vocês! Esse jogo é sensacional!! A história é super envolvente, os personagens cativantes e engraçados, os vilões botam um medo danado e os cenários são cheios de mistério! É realmente uma aventura incrível se deixar levar por esse game!

“Fable” é uma série para Xbox que começou em 2004. Trata-se de um RPG bem livre, que permite até a escolha entre o bem e o mal! Exatamente, você pode fazer seu Herói seguir o caminho obscuro das trevas ou o caminho cheio de luz dos deuses. Cada ação que você decide tomar influencia todo o rumo do jogo e leva o personagem principal a enfrentar as consequências de seus atos.

“Fable Anniversary” é um remake desse primeiro jogo em comemoração aos 10 anos bem sucedidos da série da Lionhead Studios. Existem alguns detalhes que incomodam um pouco a jogabilidade, principalmente durante as batalhas e as telas de loading, mas, na minha opinião, os pontos positivos compensam demais esses detalhes.

Fable Anniversary - Xbox 360

Ah! Claro! Não podia deixar de comentar o uso do SmartGlass! Ele é um aplicativo que você pode baixar no seu celular ou tablet e ele interage com o jogo de uma maneira bem interessante: dá pra ver os mapas de Albion, a posição que seu Herói está, o inventário, localização de alguns pontos importantes como as Demon Doors… – nossa! Acho que esse game rende um post gigante só pra explicar a história e a mitologia que o envolvem, o que acham?


No game você controla o Herói – no “Fable III”, por exemplo, você pode escolher entre um Herói e uma Heroína, mas isso não acontece no “Fable Anniversary” – e acompanha sua vida desde a infância, o que faz com que você se envolva completamente com os momentos trágicos do destino dele. Com o passar da história, você vai explorando toda a região até então desconhecida ao redor da Guilda dos Heróis. Enfim, você passa a enfrentar uma série de missões que muitas vezes exigem mais do que habilidade do jogador com os controles porque tem muito raciocínio e puzzle também! E o melhor é que tem legenda em português! Isso realmente importa porque em alguns momentos não dá para controlar a velocidade dos diálogos e com a legenda você não perde nenhum detalhe! – a não ser pelas falar aleatórias que não são dubladas ou legendas, mas que dão muito charme ao game, seja pelos comentários engraçados ou até mesmo ousados, seja pela contextualização nos momentos mais tensos do game.

Dica: para os veteranos da série que já jogaram “Fable II”, jogar “Fable Anniversary” é uma excelente oportunidade para conhecer como eram as cidades anos antes da aventura que envolve o segundo game. E, para os que ainda não jogaram, é um ótimo convite para que conheçam o jogo posterior dessa série. 

O game também tem interações mais rotineiras e comuns que nos fazem criar um laço de identidade bem grande, como o fato de poder cortar cabelo, fazer tatuagem, comprar imóveis e alugá-los e até mesmo se casar!

Sempre me fascinei por jogos que permitem uma certa liberdade na tomada de decisões ou de ações. Fable realmente me cativou, assim como a magnífica série Zelda da Nintendo. Vocês já jogaram algum game do Fable? Gostaram? E o que acharam do “Fable Anniversary”, esse remake lançado em abril de 2014, hein?? Contem pra mim!
Até a próxima! *Hoot-hoot*

Categoria:Games
Compartilhe com os amigos:
Pag 108 de 114« Primeira...107108109110...Última »