.

Filme: Convergente da Série Divergente (2016) – Resenha de Cinema

resenha critica crítica análise analise filme a série divergente convergente allegiant paris filme corujinhalulu

Oiê pessoal! Assistimos a estreia de Convergente (The Divergent Series: Allegiant) da Série Divergente e vim aqui compartilhar com vocês o que achei do filme! Se você ainda não assistiu, pode ler a resenha sem medo! Não vou estragar a surpresa! Aqui não tem spoilers.

Curte a Série Divergente? Que tal aprender a fazer um porta-treco em MDF estampado com os símbolos das Facções? Voa pro post DIY: como fazer porta-treco de Divergente pra ver o vídeo passo a passo!

 

A Série Divergente: Convergente | Ficha Técnica

A Série Divergente: Convergente (2016)  paris filme allegiant movie poster brazil br brasil


Sinopse:
Após a mensagem de Edith Prior ser revelada, Quatro (Theo James), Tris (Shailene Woodley), Caleb (Ansel Elgort), Peter (Miles Teller), Christina (Zoë Kravitz) e Tori (Maggie Q) fogem de Chicago para descobrir a verdade que há atrás do muro. Ao chegarem lá, eles se deparam com uma nova sociedade.
 
Dirigido por: Robert Schwentke
Gênero: Ação, Aventura, Ficção Científica / Sci-Fi (121 min – 2D e 3D)
Classificação Indicativa: 12 anos
Lançamento: 10 de março de 2016  | 18 de março de 2016 

 
Lionsgate | Paris Filme 

 

Resenha | Opinião

 

Os filmes da Série Divergente sempre inspiram várias reflexões e não seria diferente com o 3º longa da série: Convergente. Vocês sabem o quanto gosto de fazer resenhas que mostram o lado não tão óbvio dos filmes, aquelas reflexões que às vezes passam despercebidas se não estivermos atentos e com a mente aberta. Claro que isso não significa que não analiso os detalhes técnicos e cinematográficos, mas o poder dos filmes em nos fazer refletir é muito mais fascinante, na minha opinião.

Convergente trouxe à tona a grande discussão que, para mim, é o mote central da Série Divergente: a tentativa de segregação de pessoas em facções. É muito fácil fazer analogias dessa trama com a vida real! Todo tipo de segregação é fortemente criticado pelo desenrolar da história e foi esse aspecto que mais me fez refletir durante o filme.

Na série de filmes, baseado no best-seller escrito por Veronica Roth, os seres humanos que vivem em Chicago são separados em facções de acordo com seus pensamentos e ideais. No total são 5 facções: Abnegação, Amizade, Audácia, Erudição e Franqueza. Se você não se enquadra em nenhuma delas você é um “Divergente“, que deve ser banido e aniquilado. Algo como puros vs danificados. Analisa direitinho… Qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência?

Vamos pensar nas facções como se fossem os grupos da vida real que se segregam por motivos variados: os que gostam de rock, de pagode, de sertanejo; ou os que tem cabelos escuros, claros, tingidos; ou os que são rebeldes, cultos, alternativos… Nosso mundo social tem várias “facções”, várias segregações, sejam elas de interesse, comportamento, opinião, condição financeira, etc.

Existe uma espécie de “regra invisível” que obriga a pessoa que gosta de rock, por exemplo, abominar outros estilos musicais e vice-versa. Como se fosse errado usar o “e” no lugar de “ou” – por falar nisso tem um post legal aqui no blog sobre dizer não aos rótulos! – Na Série Divergente a pessoa que usa o “e” é considerada uma anomalia. A pessoa que mistura um pouco de abnegação, de amizade, de audácia, de erudição e de franqueza está “fora do padrão”, pois só é permitido se comportar com as características de uma “ou” outra facção. Como se o certo fosse sermos todos iguais, sem levar em consideração que o que nos torna diferentes é o que nos une.

Logo no início de Convergente houve um acontecimento que gerou toda essa reflexão que estou escrevendo: o julgamento. Esse julgamento despertou uma dúvida e mais uma vez a separação de opiniões. A escolha que deveria ser tomada era praticar as mesmas punições do passado ou agir de uma forma diferente da anterior. Por mais que os “motivos” pudessem parecer diferentes, repetir o passado gera consequências idênticas. Por isso, se não gostava do que havia antes, não repita.

Muito se fala no filme sobre a sensação de proteção e segurança que as facções oferecem e muitas pessoas realmente sentem isso em relação aos grupos e rótulos da sociedade. Mas elas não percebem o quanto os rótulos ou “facções” as tornam, na verdade, mais inseguras. As pessoas precisam ultrapassar os limites do seu mundo!

Uma vez escrevi um texto – que pretendo divulgar em post ainda! – sobre essa coisa de “aprender com os erros do passado“. Acho que foi por isso que Convergente me tocou tanto nesse ponto! Eu realmente senti que mais alguém – no caso a líder da Amizade – pensava como eu.

Farei uma comparação, sem spoilers, que se aplica muito bem à vida real: no filme a nova líder tinha que escolher entre punir as pessoas como a líder anterior ou praticar uma nova ação, fosse ela qual fosse! Quando um líder tem esse tipo de poder na mão, ele gera uma onda de seguidores. Ele influência, ele alimenta aquela ideia, ele cria o futuro. Tendo em mente isso, quando um líder resolve, por exemplo, “recompensar” uma classe porque no passado ela foi “agredida”, ele está mais uma vez cometendo o mesmo erro do passado, ou seja, continuando a dar privilégios a apenas uma classe. E a população irá reagir a isso e, claro, terá a mesma reação do passado.

Por isso ao tentar corrigir um erro do passado, o líder não pode cometer o mesmo erro, ainda que ele esteja vestindo outra roupa, parecendo não ser o mesmo erro de antes. “Aprender” com erros do passado não significa repeti-los. E é entorno dessa condição que o filme Convergente se desenrola e que nossa vida em sociedade, metaforicamente ou não, também se desenvolve.

Uma das frases de efeito do filme que me cativou é dita pela líder da Amizade logo no começo do filme: “Grandes líderes não buscam o poder. São chamados por necessidade“. E essa frase só corrobora pra ideia dessa reflexão toda: precisamos de líderes e não de abusadores de poder. Precisamos de pessoas que analisem o presente e o passado focando em um futuro melhor e não focando em seu bem próprio.

 

Percebi que alguns aspectos técnicos do filme ficaram um pouco nebulosos… Sem dar spoiler, vou tentar citar algumas cenas que me deixaram um pouco intrigada. Não sei se algumas foram erros de dublagem, mas…: o movimento necessário para ativar os drones foi praticado erroneamente por Cristina (interpretada por Zoë Kravitz); os personagens entraram em salas de limpeza que estavam lado a lado e saíram em posições bem aleatórias; a nave que estava em péssimas condições aparece intacta do nada; o fato de terem tanto controle sobre Chicago, que foi praticado algumas vezes, me fez pensar “mas se tem tanto controle assim, por que já não complicou tudo de uma vez?”.

Confesso que não sou muito expert em ver “falhas” ou situações duvidosas em filmes – meu maridão que é super atento a isso! – mas, apesar de ter notado algumas, gostaria de dizer que elas não diminuem a qualidade do que o filme nos proporciona. Vale super a pena ser assistido! Convergente é realmente interessante e possui elementos reflexivos que superam qualquer eventual falha que possa ser verificada ao longo da trama!

Vocês já assistiram A Série Divergente: Convergente? O que acharam? Quais reflexões vocês tiveram com ele? Que tal refletirmos juntos nos comentários?!
Até a próxima! *Hoot-hoot*

Categoria:Resenhas
Compartilhe com os amigos:
| por Luciene Sans (Corujinha Lulu) às 08:25 do dia 11 de março de 2016 |

Posts Relacionados

Comente Aqui

O seu endereço de email não será publicado | Campos obrigatórios estão marcados com *

Se você tem um blog, clique para compartilhar um post.

Para usar avatar (imagem/foto junto com seu comentário), cadastre seu email em Gravatar.com

Ou pelo Facebook:

comentários

15 comentários sobre “Filme: Convergente da Série Divergente (2016) – Resenha de Cinema

  • 11 de março de 2016 em 22:02
    Permalink

    Olá, muito obrigada por todas as publicações sobre o tsum-tsum. Tem me ajudado muito.
    Obrigada mesmo!
    vc viu q hj começou uma easter egg hunt??
    Empaquei no estágio 4, q pede para coletar 80 tsuns com hapiness tsum-tsum…me ajuda! Sos sos sos Rs

    Responder
    • 11 de março de 2016 em 22:18
      Permalink

      Aaaeeee..conseguii!
      Joguei com a Minie e deu certo

      Responder
    • 12 de março de 2016 em 04:02
      Permalink

      Uhuuu!! Que bom que deu certo Lizandra! ? Vai ter mais missão de “Happiness Tsum Tsum” e pra completá-las você precisar jogar com qualquer Tsum que vem da Happiness Box (a caixa que custa 10 mil coins). A primeira página da sua coleção só tem esse tipo de Tsum e a segunda página também (com exceção dos dos últimos: Stitch e Scrump, que são da Premium Box). Ou seja, é só você jogar com Mickey, Minnie, Daisy, Donald, Pluto, Goofy, Chimp, Dale, Christopher, Roo, Pooh, Piglet, Tiger, Eeyore…
      Espero ter ajudado! Muito obrigada por participar aqui no blog! Seu comentário me deixou muito feliz! Muito bom saber que as dicas te ajudam! Sempre que precisar, pode vir aqui falar comigo! Farei o possível pra ajudar! Super beijo!

      Responder
    • 13 de março de 2016 em 09:25
      Permalink

      Alegria durou pouco…rs
      Empaquei na 2ª missão da cartela 2. Nao consigo de moldo algum fazer Bubbles coins, li em outro lugar q preciso fazer uma chain de 13 a 20 tsums, mas nao está dando certo. Faço todas as bubbles menos a de coin. :(

      Responder
    • 15 de março de 2016 em 10:32
      Permalink

      Oiii Lizandra!!! (Acho seu nome lindo! ?) Você está certa quanto ao número de Tsums que você precisa pra conseguir uma Bubble com Coin. O problema é que não é garantido que venha essa Bubble… Pode vir outras também… =\ Minha sugestão é que você use algum Tsum que crie Bubbles no Skill, tipo a Miss Bunny e a Gatinha Marie! Você tem uma delas? Infelizmente não existe muita saída nesse caso além de sorte… E paciência pra conseguir as bubbles! =\
      Como você tem se saído? Conseguiu essa missão ou ainda está presa nela? Se ainda estiver nela, me fala quais Tsums você tem na sua coleção, porque aí eu consigo te dar alguma dica mais específica! ?
      Muito obrigada por participar aqui no blog! Espero seu retorno! Beijos e boa sorte!
      Luciene Sans (Corujinha Lulu) postou recentemente: Tradução das Fases e Missões dos Estágios 1 e 2 do Marvel Tsum TsumMy Profile

      Responder
    • 15 de março de 2016 em 10:58
      Permalink

      Olà Luciene. Tudo joia? Consegui sim sair dessa fase. Mas empaquei em outra…hahahhaa
      Essa cartela 2 é bem mais dificil!
      Não consigo usar 6 skills do tsum amarelo. Só temho um tsum amarelo, um coelho bobo..rs
      Ja tentei de tudo. Comprei tsums novos e nao veio nenhum amarelo, ja usei os booster e nada. To vendo q vai acabar a “gincana” e nao vou legar os premios :(
      Bjos
      Obrigada pela atenção

      Responder
    • 16 de março de 2016 em 01:35
      Permalink

      Oii Lizandra!! Tudo bem? Olha, pra essa missão dos Skills você pode apelar pros itens! Se você comprar o que dá mais tempo (+Time) e o que diminui a variedade de Tsum (5>4) com certeza já dá uma boa ajuda! Se ainda assim não der certo você pode comprar o +Bubble pra diminuir a quantidade de Tsum pra gerar uma Bubble. Usando todos esses itens juntos você tem mais chances de juntar o Tsum amarelo e preencher a barrinha dele mais rápido! Você já tentou com a ajuda dos itens?
      Espero ter ajudado! Super beijo e boa sorte!
      Luciene Sans (Corujinha Lulu) postou recentemente: Marvel Tsum Tsum: primeiras impressões do game + download| Gameplay, Preview, ReviewMy Profile

      Responder
    • 17 de março de 2016 em 00:23
      Permalink

      Ja usei de tudo…rs
      Jogo 5 vidas com a Belle pra juntar coins e pode gastar com os itens ou compra do tsumd pra ver se vem outro amarelo….ate agora nao obtive sorte com nada. Mega empacada..rs

      Responder
    • 17 de março de 2016 em 06:04
      Permalink

      Oiii Li!! Acabei de fazer um teste e consegui 360 EXP com o Sulley (do “Monstros SA”). Acho que, como o skill dele faz aparecer um “Tsumzão” dele mesmo, eu acabei conseguindo coletar bastante Tsum. Porque a barrinha de Skill dele acaba preenchendo rápido de novo, sabe?
      Eu posso te ajudar de um jeito diferente também! O blog tem um grupo no Line com várias pessoas que jogam Tsum Tsum! Então, se você quiser entrar no Grupo, é só me falar seu ID! Lá no grupo, além de fazer amizade, as pessoas se ajudam mandando corações! Você só precisa adicionar quem está no grupo também e enviar corações porque o pessoal retribui! Se preferir pode conversar com eles também pra falar que está querendo passar a missão de Páscoa e que precisa trocar corações com eles. :-)
      Aguardo seu ID se você quiser participar do grupo! E espero que consiga passar dessa missão! Quais são os Tsums que você tem na sua coleção? Já tentou usar um que transforma todos em 2 tipos de Tsums, como o Oswald? Pode dar certo também…
      Beijos e boa sorte!

      Responder
    • 17 de março de 2016 em 23:35
      Permalink

      Eu comecei a jogar faz 2 semanas só. Tenho poucos tsums. Mas pelo q vi esse tsum do Oswald nao é amarelo. E a tarefa manda usar um tsum amarelo. Ai q esta o problema :(
      Obriagda por me oferecer o gurpo, vou providenciar meu cadastro no Line pra poder participar.
      Obrigada pela disposição em me ajudar bjos

      Responder
    • 22 de março de 2016 em 04:13
      Permalink

      Oii Li!! Eu sei como é complicada essa fase de ter poucos Tsums! Quando comecei a jogar a versão japonesa eu tive que começar do zero e deu muita agonia porque na versão internacional eu já tinha bastante Tsum!
      O Oswald realmente não é amarelo… Esqueci que você tinha falado que precisava ser amarelo! Mas, estou achando estranho porque eu completei as missões de Páscoa e não tinha nenhuma pedindo pra ser um Tsum amarelo pra EXP… Será que as missões são diferentes pra cada pessoa? Ou será que eu to confundindo tudo? Hehehe!
      Desculpa não ter conseguido ajudar muito… =/ Queria muito que você passasse dessa missão! Será que você deu sorte de pegar um Tsum amarelo que ajude mais?
      Espero que nas próximas missões que surgirem, eu consiga te ajudar melhor!! :-)
      Muito obrigada por participar aqui no blog! Super beijo!! E qualquer coisa é só me chamar!
      Luciene Sans (Corujinha Lulu) postou recentemente: Receita: Ovo de Páscoa Recheado do Yoshi | De Bico CheioMy Profile

      Responder
    • 23 de março de 2016 em 01:24
      Permalink

      Pois é Luciene, ainda estou lá na fase 8 da cartela 2. É um Tsum amarelo para usar 6X o skill dele.
      Pelo q vi as missões sao iguais para todo mundo. Achei a descrições de todas as missões em outros blogs/site.
      Vou continuar persistindo ate o tempo acabar.
      Só em tentar me ajudar ja me ajuda bastante. Obrigada bjos

      Responder
    • 23 de março de 2016 em 02:25
      Permalink

      Oiii Li!! Nossa! Me desculpa!! Eu acabei confundindo a missão que você estava na última mensagem que respondi! Você não precisa de EXP, você precisa de Skill!! Lembro dessa missão sim!! Não sei porque confundi com 350 EXP com Tsum amarelo e eu não lembrava dessa missão porque, claro, eu falei asneira e ela de fato não existe! Hehehe! Desculpa!
      Então, pra essa missão eu usei o Pooh! Você não tem ele ainda né? Tomara que consiga logo um Tsum amarelo!
      Qualquer coisa é só chamar!
      Beijos e boa sorte!!
      Luciene Sans (Corujinha Lulu) postou recentemente: Receita: Ovo de Páscoa Recheado do Yoshi | De Bico CheioMy Profile

      Responder
    • 25 de março de 2016 em 23:33
      Permalink

      Aaaeee passei!
      Foi duro mas passei, finalmente saiu um tsum novo, o pluto…ele me ajudou!
      Como dificulta nao ter varios tsums, nao vejo a hora de ter todos. Rs
      Me fala, o q melhora em fazer upgrade nos tsums??!?
      Bjos

      Responder
    • 29 de março de 2016 em 07:27
      Permalink

      Oii Lii!! Uhuuu!! Que bom que conseguiu passar!! É realmente difícil o jogo no início, justamente por não termos toda a variedade de Tsums que o jogo exige! Hehehe!
      O upgrade dos Tsums é muito importante caso você queira melhorar sua pontuação. (e provavelmente você vai querer porque tem missões que exigem um número alto de Score, sabe?)
      Quando você entra na sua coleção e seleciona um Tsum, aparece um resumo do personagem. Se você reparar, embaixo do LV (nível) do personagem tem a palavra Score com um número do lado.
      Isso é a “ajuda” que o Tsum dá na pontuação. Aquele valor vezes um número indeterminado que depende da partida que você joga, do número de bubbles e diversos outros fatores, fazem com que seu Score seja alto no final de uma partida. E não pense que só o Tsum que você escolhe pra jogar é que influencia! Todos que aparecem na partida influenciam… E como não dá pra saber quem vai aparecer, é importante manter todos os Tsum com o upgrade! :-)
      Sei que no início é mais complicado tomar essa decisão porque você precisa de dinheiro pra comprar mais Tsums, né? Sabe como eu fazia? A cada caixa que eu comprava eu melhorava um Tsum! Hehehe! Assim eu meio que equilibrava o progresso do meu jogo! 😉
      Espero ter ajudado!! Beijoooos!!!
      Luciene Sans (Corujinha Lulu) postou recentemente: Diy: Como fazer porta-treco estampado da Série Divergente | Corujices da LuMy Profile

      Responder