.

Filme: Angry Birds O Filme (2016) | Resenha de Cinema

angry birds o filme movie sony rovio resenha análise reflexão crítica mensagem cinema corujinhalulu corujinha lulu

Oiê pessoal! Assistimos Angry Birds O Filme (The Angry Birds Movie) e vim aqui compartilhar com vocês o que achei do filme! Se você ainda não assistiu, pode ler a resenha sem medo! Não vou estragar a surpresa! Aqui não tem spoilers.

Gosta de Angry Birds? Então voa conferir os posts do blog! Tem um tutorial ensinando a fazer um cenário de Angry Birds e mostrando minhas coleções de Telepods e Mc Lanche Feliz e tem também gampeplay do novo jogo AG Action!

Angry Birds O Filme | Ficha Técnica

poster nacional brasileiro br brasil brazil angry birds o filme movie sony columbia pictures rovio

Sinopse: Adaptação do jogo móvel Angry Birds, o filme conta a história de Red (dublado por Marcelo Adnet), um pássaro que se irrita com facilidade, o veloz Chuck (dublado por Fábio Porchat) e o volátil Bomba (dublado por Mauro Ramos), que têm aulas com Matilda (dublada por Dani Calabresa) pra se enquadrem nos padrões da sociedade. Quando misteriosos porcos verdes, liderados por Leonardo (dublado por Guilherme Briggs) invadem a ilha onde moram, os três amigos tentam salvar todos os pássaros e ovos.
Dirigido por: Clay Kaytis, Fergal Reilly
Gênero: Animação, Aventura, Família (97 min – 2D e 3D)
Classificação Indicativa: Livre
Lançamento: 12 de maio de 2016  | 20 de maio de 2016  

Rovio Animation | distribuição: Columbia Pictures / Sony

 

Resenha | Opinião

Sabe aquela sensação gostosa de ter visto um filme que superou suas expectativas? Foi assim que me senti ao sair do cinema depois de ver Angry Birds O Filme. Eu, sinceramente, evito criar expectativas porque gosto de me deixar envolver pelo filme sem muitas “interferências”. Esse é um dos motivos que me faz não gostar de ler críticas de cinema tradicionais antes de assistir a um longa metragem. Na verdade, é por isso que gosto tanto de escrever as minhas resenhas analisando as entrelinhas e fazendo reflexões ao invés de analisar apenas os aspectos técnicos cinematográficos e encher o texto de spoilers. Assim todo mundo pode ler sem medo de estragar suas sensações durante o filme!

Existem algumas reflexões muito legais que podemos fazer sobre esse filme com os personagens do famoso jogo Angry Birds. Por falar em jogo, a Rovio lançou Angry Birds Action! e já adianto que vale a pena assistir a cena bônus que o jogo habilita caso você abra o aplicativo durante os créditos do filme! – dá uma olhadinha no post pra entender como fazer!

Lembre-se de levar seu celular e abrir o jogo Angry Birds Action! durante os créditos do filme para ver uma cena bônus e habilitar novas fases no jogo! Saiba mais aqui!

Notei algumas semelhanças com os filmes Kung Fu Panda 3 e Zootopia, e quando digo semelhanças me refiro às reflexões e aos pensamentos que Angry Birds O Filme me proporcionou. Principalmente por trabalhar de um modo tão interessante com os temas bullying, auto estima e crença em si mesmo. Os temas podem parecer clichês hoje em dia, mas o longa consegue nos envolver de uma maneira peculiar.

Por trás das cenas engraçadas que nos fazem dar muitas gargalhadas e da brilhante adaptação da história do jogo pros cinemas, existem mensagens bem profundas em relação às temáticas que citei. Vamos começar pelo bullying.

Angry Birds O Filme trabalha um pouco dessa temática e mostra, de um jeito sutil, que os que zombam você hoje por algum motivo podem ter que te imitar amanhã e que muitas vezes suas virtudes são apontadas como falhas apenas pela questão da perspectiva. Ou seja, dependendo do modo como você encara uma situação ou o comportamento de alguém você se tendencia a ver falhas ou a ver virtudes. Em entrelinhas, a trama deixa claro que não devemos excluir ninguém por conta de preconceito.

Achei interessante o modo como o bullying foi abordado, mostrando inclusive alguns padrões da sociedade. Não foi tão profundo como em Zootopia – que por sinal gera muitas reflexões sobre esse tema – mas foi na medida certa. Principalmente porque senti mais empolgação com as reflexões sobre auto estima e crença em si mesmo.

O motivo disso fica por conta de duas frases de efeito presentes em Angry Birds O Filme: “você é o único pássaro que sabe voar, mas tem medo (de voar)” e “fiz você perder a fé em mim para ter fé em si mesmo”. Cada frase de efeito me fez ter um turbilhão de pensamentos!

A primeira está um pouco relacionada com o bullying também. Imagina que você tenha uma característica especial e diferente e que poderia muito bem ser zombada pelos outros, já que você é o único do grupo a ter aquela característica. Mas, ao invés disso, você passa a ser idolatrado, mistificado e elevado a um nível de divindade. Muitos podem não considerar isso um bullying, mas os efeitos que isso pode causar são parecidos. Afinal, você é na verdade uma pessoa “normal” e não aquele ser endeusado que falam que você é. Você passa a querer se esconder, ter medo de tentar coisas novas, ter medo de falhar, de errar, andar… de voar. Tudo isso porque tem medo de decepcionar alguém ou não atingir as expectativas e, de repente, todo mundo deixar de te admirar e de gostar de você.

Todo esse complexo foi bem elaborado no Mega Águia, um personagem muito divertido, diga-se de passagem. Ao mesmo tempo, ele também representa uma segunda reflexão, paralela a essa, e que desperta emoções bem intensas. Fazer uma pessoa perder a fé em alguém para ter fé em si mesma, no caso do filme, é mostrar que a pessoa é totalmente capaz de fazer algo que não acredita que é capaz. É quase como falar “por que você espera uma atitude heroica de outro se você poderia tomar essa atitude primeiro”.

Esse é um assunto que é abordado, às vezes escancaradamente às vezes sutilmente, em muitos filmes de super heróis, como Capitão América: Guerra Civil, Vingadores: Era de Ultron e até mesmo Os Incríveis.

Foi muito interessante ver esse tipo de abordagem em um filme que não representa o universo de super heróis e seres humanos convivendo e refletindo sobre os prós e os contras dos superpoderes. Afinal de contas o que as histórias de super heróis e Angry Birds O Filme querem mostrar é que você tem mais poder aí dentro do que imagina. E que você pode se superar cada vez mais se passar a acreditar em si mesmo do que se sentir inferior às pessoas que você pensa que são melhores que você.

Angry Birds O Filme é um filme extraordinário! Está super recomendado! Além de ser mega divertido é uma ótima opção para assistir em família também! Eu, particularmente, gostei muito de ver que um jogo móvel, feito por um empresa criada por três estudantes da Finlândia, chegou tão longe a ponto de ter seu próprio longa metragem!

Vocês já assistiram Angry Birds O Filme? Gostaram? Eu gostei muito da trilha sonora, inclusive teve até participação da Demi Lovato cantando “I Will Survive”! Também adorei ver o Red, o Chuck, o fofíssimo Bomba, Matilda e a Estela (dublada por Pathy dos Reis), além dos vários filhotes! Por falar nisso, qual é o seu personagem favorito? Como sempre, tenho mais reflexões pra compartilhar com vocês sobre o filme… Que tal refletirmos juntos nos comentários? Ah! Dá uma olhada no site oficial deles porque está bem divertido!
Até a próxima! *Hoot-hoot*

Categoria:Resenhas
Compartilhe com os amigos:
| por Luciene Sans (Corujinha Lulu) às 19:45 do dia 14 de maio de 2016 |

Posts Relacionados

Comente Aqui

O seu endereço de email não será publicado | Campos obrigatórios estão marcados com *

Se você tem um blog, clique para compartilhar um post.

Para usar avatar (imagem/foto junto com seu comentário), cadastre seu email em Gravatar.com

Ou pelo Facebook:

comentários

1 comentário sobre “Filme: Angry Birds O Filme (2016) | Resenha de Cinema